(Fotos) Antes da Copa, extremo sul de São Paulo enfrenta onda de despejos (SP)

(Divulgação | Original por Passa Palavra)

O governo tenta aproveitar o cenário conturbado das últimas semanas para atacar as ocupações que se formaram no extremo sul de São Paulo, promovendo uma verdadeira onda de despejos.

Jd. União 1

Às vésperas do início da Copa do Mundo, se intensificam as ações repressivas do Estado contra os movimentos sociais. Há um avanço da criminalização, com militantes sendo monitorados, processados e até presos “preventivamente” pela polícia em suas casas – o que aconteceu recentemente em Goiás, e já foi anunciado que deve se repetir em outros estados, como Minas Gerais e São Paulo.

Também na tentativa de desorganizar a resistência, o governo tenta aproveitar o cenário conturbado das últimas semanas para atacar as ocupações que se formaram no extremo sul de São Paulo no último ano, promovendo uma verdadeira onda de despejos.

No último dia 20 de maio, a Polícia Militar mobilizou sua Tropa de Choque para o Grajaú, onde invadiu e despejou a primeira ocupação formada depois de junho de 2013, no Jd. Porto Velho, e a Ocupação Recanto da Vitória, no Jd. Lucélia. A resposta popular à violenta reintegração de posse deflagrou um confronto entre moradores e a polícia noite adentro no bairro, com barricadas, saques a supermercados e cinco ônibus queimados. Porém, em meio à greve selvagem dos cobradores e motoristas de ônibus que paralisou a cidade no mesmo dia, os acontecimentos no extremo sul terminaram ficando invisibilizados.

Uma semana depois, no dia 29 de maio, o Estado voltou a agir, despejando a Ocupação Ayrton Senna, no Jd. São Luís. Ocupado há três meses, o terreno pertencente à CDHU estava abandonado há mais de dez anos. Segundo um policial militar, a intenção do órgão é tentar despejar todas as ocupações em suas propiedades antes do início da Copa. Na tarde do mesmo dia, chegou um oficial de justiça com uma ordem de despejo na Ocupação Jd. da União, terreno também pertencente ao CDHU, no Varginha.

Ocupação Jd. da União

Salientamos que o Jd. da União é uma ocupação muito consolidada, com várias iniciativas autogeridas pelos moradores em seu interior, tais como uma cooperativa de costura, cursos de espanhol, alfabetização, capoeira, e outros.

Uma vitória parcial

Na manhã de hoje, 2 de junho, centenas de famílias da Ocupação Jd. da União partiram da Av. Paulista numa marcha contra a reintegração de posse.  Os moradores que se manifestavam carregavam como marca um pano vermelho amarrado ao rosto simbolizando que não estão em paz, que o momento é de luta. Outros ainda portavam seus instrumentos de trabalho, como enxada, capacete de pedreiro, martelo etc. para demonstrarem que a ocupação é constituída por trabalhadores que lutam por seus direitos.

Por volta das 15h da tarde, muitas centenas de pessoas ocuparam a sede da Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU), localizada na rua Boa Vista, 176, centro de São Paulo. Os moradores da Ocupação Jd. da União chegaram ao prédio com geladeira, fogão, comida e colchões, prontos para passarem o tempo que for preciso para conseguirem suspender a reintegração de posse do terreno no Grajaú por pelo menos até o final desse ano.

Leia mais aqui e aqui.

Mais informações no blog e na página do facebook da Rede Extremo Sul

Fotografias de Márcia Minillo

Resultado da manifestação de hoje e ocupação da CDHU pelas famílias do Jd. da União

Agora há pouco, por volta das 20h, o presidente do CDHU junto com os advogados assinaram uma ata se comprometendo a:

1- suspender a reintegração de posse da ocupação Jd. da União por 6 meses;

2- a procurar outro terreno ou da Prefeitura ou do próprio CDHU para transferirem as famílias e,

3- oferecer um aporte financeiro de 20 mil reais por unidade habitacional (no caso, a ocupação Jd. da União é constituída por 800 famílias).

Os manifestantes estão se retirando neste momento da sede da CDHU e voltando para a Ocupação do Jd. da União.

Ato da Ocupação Jd. da União hoje, dia 2 de junho

IMG_8003

IMG_8017

IMG_8021

Fotografias: Rede Extremo Sul

Anúncios

, , , , , , , ,

  1. #1 por Andre apareçido marçal de almeida em 10/06/2014 - 22:04

    Companheiros Dilma apóia a copa e quem elegeu ela foi a copa o qui será de nós no fim desa copa

  2. #2 por sq em 20/06/2014 - 17:39

    olá guerida gente, traduzimos esse artigo para alemã. vcs podem ler o aqui no site de squat net http://de.squat.net/2014/06/15/sao-paulo-vor-der-weltmeisterschaft-steht-die-suedzone-sao-paulos-vor-einer-raeumungswelle/

    tentamos a fazer mais traducões e já ha algunas juntado no tag http://de.squat.net/tag/brasilien/

    tem outras sites que pegavam a versão aleman, como midia independente alemanha
    https://linksunten.indymedia.org/de/node/116757

    e no site wm2014 de notícias sobre a luta social durante a copa
    http://wm2014.noblogs.org/vor-der-weltmeisterschaft-steht-die-suedzone-sao-paulos-vor-einer-raeumungswelle/

    bastante sorte, amor e raiva para tod@s @s vocés
    sq de squat.net

    • #3 por pelamoradia1 em 21/06/2014 - 22:04

      Obrigada, companheirxs! Seguimos lutando!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: