Carta de reivindicação das ocupações da região do Isidoro em Belo Horizonte, e Ocupação Wiliam Rosa em Contagem (MG)

(Divulgação | Original por Ocupação Rosa Leão)

III ACAMPAMENTO DOS SEM-TETO DAS OCUPAÇÕES ROSA LEÃO, ESPERANÇA E VITÓRIA NA PREFEITURA DE BELO HORIZONTE, MG.

Belo Horizonte, 21 de março de 2014.

 Pela terceira vez, nós moradores/as e apoiadores/as das ocupações Rosa Leão, Esperança e Vitória, situadas na Região do Isidoro (Regional Norte da Capital) estamos acampados junto aos portões da Prefeitura Municipal de Belo Horizonte – PBH. Infelizmente o motivo continua sendo o mesmo, procurar uma SOLUÇÃO DEFINITIVA, NEGOCIADA E SOCIALMENTE JUSTA junto ao poder público da Capital mineira.

Contrariando o bom senso, a democracia e os melhores princípios da vida pública, o Prefeito de Belo Horizonte, Sr. Márcio Lacerda (PSB), segue irredutível na defesa dos interesses do capital imobiliário, em especial da empresa Direcional S.A (empresa dona do projeto da Operação Urbana do Isidoro). Procura a todo custo envenenar a opinião pública contra os milhares de famílias moradoras das ocupações da região do Isidoro. Por que tanto compromisso com os interesses dos grandes empresários da construção civil e tanto desprezo pelos milhares de pessoas sem-teto residentes nestas ocupações?

Até o momento nenhuma solução sensata foi apresentada pelo Prefeito de BH, nenhuma alternativa foi colocada em discussão, apenas ameaças de despejo, provocações e calúnias que são divulgadas constantemente nos meios de comunicação.

O Poder Judiciário, por meio da postura da juíza (Sra. Luzia Divina Peixoto, da 6ª Vara de Fazenda Municipal) do processo movido contra os/as moradores/as das ocupações do Isidoro tem sido inconstitucional, desumano, injusto e completamente parcial. No lugar de procurar uma solução justa para o grave conflito social, a Sra. Juíza age no sentido oposto, acirrando os ânimos, defendendo na prática os interesses empresariais e deslegitimando todo o sacrífico daqueles que não tem outra alternativa senão ocupar terrenos abandonados para garantir o acesso à moradia digna.

O Governo Estadual, por sua vez, embora esteja negociando com as lideranças das Ocupações e com os Movimentos Sociais, tem agido pouco e sem firmeza na produção de alternativas dignas ao despejo. O Governo de MG não pode assumir uma postura recuada em relação ao conflito, se retirando do papel de ator político com responsabilidade sobre a questão habitacional no Estado. Há mais de 20 anos que o Governo de Minas não constrói nenhuma casa na região metropolitana. Os terrenos das Ocupações da região do Isidoro podem e deve ser desapropriados para fins de habitação popular. A desapropriação pode e deve ser feita pelo prefeito de BH e/ou pelo Governador de Minas. As Ocupações já são consolidadas.

O prefeito de Contagem precisa também assumir a responsabilidade de participar como protagonista da resolução do greve conflito que envolve as Ocupações Wiliam Rosa (3.000 famílias) e Guarani Kaiowá (150 famílias).

CONSIDERANDO o contexto de profundo descaso por parte dos poderes constituídos em relação à situação das famílias sem-teto do Isidoro.

CONSIDERANDO que não aceitamos o despejo como única alternativa e que queremos uma solução justa, negociada e pacífica.

DECIDIMOS realizar o III Acampamento das famílias sem-teto da Região do Isidoro (BH) e reafirmamos nossas pautas de reivindicações:

1) QUE A PREFEITURA DE BELO HORIZONTE PARTICIPE DA MESA DE NEGOCIAÇÃO ESTABELECIDA ENTRE OS GOVERNOS ESTADUAIS E FEDERAL E AS OCUPAÇÕES DA REGIÃO DO ISIDORO.

Em especial, que participe da reunião agendada para manhã, dia 21 de março, na Cidade Administrativa, onde estarão presentes os/as representantes das ocupações, arquitetos apoiadores, Ministério Público, Defensoria Pública, Representante do Governo Federal (Ministério das Cidades e Secretaria Geral da Presidência da República), Representantes do Governo do Estado de Minas Gerais entre outros. SÓ FALTA A PREFEITURA DE BH SE ABRIR PARA O DIÁLOGO E A NEGOCIAÇÃO!

2) SUSPENSÃO IMEDIATA DAS ORDENS DE DESPEJOS, inclusive das Ocupações Wiliam Rosa, Guarani Kaiowá e Nelson Mandela!

3) FIM DAS AMEAÇAS DA PM AOS MORADORES/AS DAS OCUPAÇÕES DO ISIDORO E DA OCUPAÇÃO WILIAM ROSA, em Contagem, MG.

4) DESAPROPRIAÇÃO DOS TERRENOS DAS OCUPAÇÕES DA REGIÃO DO ISIDORO PARA FINS DE HABITAÇÃO POPULAR. ISSO É POSSÍVEL E NECESSÁRIO PARA JURIDICAMENTE ABRIR CAMINHO PARA A REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA DAS COMUNIDADES ROSA LEÃO, ESPERANÇA E VITÓRIA.

REITEIRAMOS QUE ESTAMOS DISPOSTOS A DIALOGAR E PROCURAR UMA RESPOSTA JUSTA, DEFINITIVA E MADURA PARA O GRAVE CONFLITO SOCIAL, SEM A NECESSIDADE DO EMPREGO DE SOLUÇÕES DE FORÇA, DE MASSACRE E VIOLAÇÕES DE DIREITOS.

Atenciosamente,

_______________________________________________
Coordenação da Ocupação Rosa Leão

______________________________________________
Coordenação da Ocupação Esperança

______________________________________________
Coordenação da Ocupação Vitória

_______________________________________________
Coordenação da Ocupação Wiliam Rosa

_________________________________________________________
Brigadas Populares, MLB, CPT, MLPM, Arquitetos Sem Fronteira, Consulta Popular e Rede de Apoio.

Anúncios

, , , , , , , , , , , ,

  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: