(Fotos) Ocupações e favelas no Guarujá sob ameaça! (SP)

(Divulgação | Original no CMI aqui e aqui)

* informações publicadas no dia 03/12/13

Todo apoio às ocupações!!!

ESTAMOS HÁ ALGUMAS HORAS DA INVASÃO POLICIAL EM CANTAGALO (BAIRRO DA ENSEADA, GUARUJÁ-SP). IMPORTANTE LEMBRAR QUE OS MESMOS BLEFES E PROMESSAS VAZIAS USADAS PARA CONFORMAR OS MORADORES COM A PRÓPRIA EXPULSÃO EM CUBATÃO ESTÃO SENDO USADAS PELA PREFEITURA: A CONVERSA DE “CONSTRUÇÃO DE CONJUNTOS POPULARES” QUE NÃO SAEM DO PAPEL E QUANDO SAEM, É PARA MORADORES PAGAREM UMA “TAXA SIMBÓLICA” QUE FAVELADO NÃO TEM COMO PAGAR!

Protesto por moradia na ocupação Morrinhos 1, 30/10/2013
Protesto por moradia na ocupação Morrinhos 1, 30/10/2013

Vista externa da ocupação Morrinhos 1
Vista externa da ocupação Morrinhos 1

Ocupação Vila Zilda, inspirada por Cantagalo.Trabalhadores ocuparam os predios
Ocupação Vila Zilda, inspirada por Cantagalo.Trabalhadores ocuparam os predios

Inspirados por Cantagalo, moradores do S.Antônio iniciaram ocupação, 31/10/2013
Inspirados por Cantagalo, moradores do S.Antônio iniciaram ocupação, 31/10/2013

TODO APOIO A QUEM LUTA!!!
TODO APOIO A QUEM LUTA!!!

Depois das invasões policiais na Vila Caic (Cubatão -SP), há 6 dias atrás, era óbvio que as forças de choque, cavalaria e mercenários fardados, tanto locais como enviados de São Paulo iriam ter como alvo a comunidade de Cantagalo, cuja luta espontânea por moradia e cuja resistência serviu de inspiração para toda a cidade de Guarujá, fazendo surgir 8 ocupações nos dias seguintes, no que está sendo A MAIOR ONDA DE OCUPAÇÕES DA HISTÓRIA DA BAIXADA SANTISTA.

Estas ocupações estão ocorrendo em terrenos abandonados, que agora a prefeitura diz ser propriedade sua, que com muitas lamentações hipócritas, vem falando que eram terrenos destinados a “moradias populares”, que os ocupantes da área estariam “prejudicando” outros moradores de outras áreas que iriam receber tanto os prédios quase concluídos em Vila Zilda (ocupação que surgiu no início de novembro, inspirada por Cantagalo), como os prédios atualmente só teóricos, inexistentes, que dizem há décadas que construiriam em Morrinhos, Enseada e outros bairros.

Nada mais distante da verdade.

Um conjunto de prédios no Bairro Morrinhos I, construído com verbas do PAC em 2004 e depois comprado pela prefitura NUNCA TEVE MORADORES. Ocupado em maio de 2012, foi imediatamente invadido por tropas policiais a mando da capanga mafiocrata Antonieta de Brito (PMDB/PT). Agora ela fala que os prédios não têm condições de ser habitados, que os prédios podem desabar a qualquer momento e em nome da “segurança” dos ocupantes (que ela quer expulsar no cacete e a tiros), mandará DERRUBAR OS PRÉDIOS PARA QUE NINGUÉM TENHA COMO MORAR NELE. As empreiteiras de construção civil vão faturar mais outra nota graúda com essa boa nova da prefeita, já que no lugar do elefante branco vão mandar construir mais um outro. Essa é a política de moradia praticada em Guarujá-SP.

Em segundo lugar, tratando de possiblidades somente virtuais, que ainda não existem- porque dependem do cumprimento de promessas da parte dos parasitas como a prefeita e a quadrilha que banca ela- , dependem, por exemplo, do conjunto habitacional da Vila Zilda realmente ser encaminhado para trabalhadores…dizem que as vagas nos prédios iriam para pessoas realmente necessitadas, que num processo “limpo” e “justo” já estariam cadastradas, etc.

A grande verdade que circula em todos os corredores da Prefeitura e até fora dela é a de que não vai ter sorteio coisa nenhuma. As vagas nos futuros conjuntos serão de peixes da prefeita e dos seus vereadores aliados. Denúncias recentes mostram que as vagas viraram moedas de troca, um meio de barganha e que nos sorteios, muitas pessoas vão “ganhar” as vagas, mas não vão morar nelas, e muitos que não serão sorteados estarão todos morando lá, porque a coisa já está sendo combinada de antemão com a prefeita. São esses que querem que os moradores sejam o mais rápido possível expulsos das comunidades. É a tática de jogar todo mundo contra os moradores.

Que os imbecis que adoram falar toda vez que pinta alguma ocupação que os trabalhadores são “massa de manobra” para ir morar nos lugares (como se o problema da falta de moradia tivesse sido invenção da cabeça de algum político pra poder existir!), que “tem político por trás”, e o cacete a 4, que saibam que a maior massa de manobra é a que aplaude os assassinos fardados e que já tá envolvida em esquema com a prefeitura para voar em cima da carniça dos bairros ocupados.Atrás desses sempre tem político manipulando, inclusive com favoritismo pra ganhar moradia no lugar de quem realmente precisa.

As comunidades já estão mobilizadas e essa será uma noite muito longa. Aqui a situação pode ser pior que o Pinheirinho em São José dos Campos. Porque, à exemplo da Vila CAIC em Cubatão, trata-se de terrenos da prefeitura, que poderiam ser repassados aos moradores, mas que serão esvaziados para agrado da especulação imobiliária e do apadrinhamento eleitoral.

OCUPAÇOES E FAVELAS SERÃO INVADIDAS AMANHÃ!

Conclamamos à máxima solidariedade com as mais de 8 ocupações existentes na cidade (Cantagalo, Morrinhos I e II, Vila Zilda, Santo Antônio e Aldeia)! A prefeita do PMDB-PT, Maria Antonieta de Brito, em tramóia com o governo estadual de Alckmin e sua polícia ordenou para amanhã de manhã o início dos ataques contra moradores, especialmente na favela Cantagalo!

Vermes da PM começaram por Cubatão: invadiram a Vila Caic
Vermes da PM começaram por Cubatão: invadiram a Vila Caic

População tentou resistir, mas infiltrados pró-prefeitura desarmaram moradores
População tentou resistir, mas infiltrados pró-prefeitura desarmaram moradores

Passeata denuncia a prefeita Márcia Rosa (PT)
Passeata denuncia a prefeita Márcia Rosa (PT)

CURSAN (empresa fraudulenta que Márcia Rosa prometeu fechar) e PM destroem casas
CURSAN (empresa fraudulenta que Márcia Rosa prometeu fechar) e PM destroem casas

As tropas estaduais estacionadas no litoral de S.Paulo começaram ataques contra ocupações no início da semana na Vila CAIC (Cubatão), demolindo casas e colocando mais de 300 famílias no olho da rua, sob ordens da prefeita Márcia Rosa (PT), que repete os ataques do seu antecessor Clermont Silveira Castor (PSDB) contra os moradores da Ilha Caraguatá entre 2008-09.

A estratégia do Estado foi atacar primeiro em Cubatão, para depois partir para agressões contra os trabalhadores em Guarujá. A resistência inicial dos moradores foi desfeita pela ação de muitos traidores e iludidos que preferiram ficar com a promessa da prefeita local de serem incluídos em um cadastro para “casas populares”, que quem sabe fiquem prontas daqui a 20 anos.

A própria imprensa mostrou que a prefeita já havia feito um trato com o Ministério Público proibindo novas vagas para conjuntos habitacionais. Os que dizem que vão ser construídos na área da Vila CAIC não terão um único morador do bairro. A grande maioria saiu pacificamente, com o rabo entre as pernas e sem resistir, acreditando ganhar mais com uma vida de mendicância e falta de moradia em troca de promessas e blefes da prefeita do que em lutar pelo que precisam.

Em Guarujá a situação é diferente: as comunidades estão alertas, e nessa que é a MAIOR ONDA DE OCUPAÇÕES DA BAIXADA SANTISTA, uma comunidade apoiará a outra em caso de ataque dos assassinos fardados. Ainda assim é necessário apoio local, regional e até estadual, porque os tubarões da especulação imobiliária e a prefeita local estão com muita sede de sangue e querem que o ataque sirva de exemplo, após a resistência espontânea dos moradores em 28-29 de outubro.

Anúncios

, , , , , , , , , , , , ,

  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: