Nota sobre o despejo da Ocupação Estaiadinha (SP)

(Divulgação | Original por MTST)

Mais um descaso do Poder Público com centenas de trabalhadores, incluindo idosos e crianças!

Neste sábado, 16/11, mais uma comunidade foi despejada em São Paulo sem alternativa de moradia para centenas de famílias.

A Ocupação Estaiadinha, que reuniu mais de 550 famílias sem-teto nos últimos cinco meses, foi retirada do terreno com descaso por parte do Poder Público. Houve neste período uma série de negociações com a Prefeitura de São Paulo, que terminaram sem sucesso pela intransigência e falta de compromisso do Governo Municipal.

No fim de outubro a justiça deu um prazo de 90 dias para permitir a negociação de moradia para as famílias. A Prefeitura recorreu e conseguiu cancelar o prazo. Depois, solicitou que o Movimento indicasse terrenos para alojara as famílias. Indicamos 14 áreas na região. E alegaram falta de tempo para analisar a proposta até hoje. Falta de tempo que eles mesmos produziram ao cassar judicialmente o prazo para o despejo. Vieram então com a infame proposta de albergue.

Apesar disso, as famílias optaram por sair pacificamente. Mas a operação de despejo foi uma sucessão de erros desastrosos: a Prefeitura não disponibilizou aparato suficiente para a retirada dos pertences, os oficiais de justiça demonstraram despreparo e um incêndio depois de 8 horas de despejo fez com que dezenas de famílias perdessem todo o pouco que tinham.

Cerca de 200 famílias que não tinham nenhum lugar para ir acamparam na calçada da Avenida do Estado, a poucos metros do terreno desocupado.

Permaneceremos no local até que haja uma alternativa de moradia para as famílias. Não só de atendimento imediato, mas também garantia de solução habitacional definitiva para todos.

São mais de cem crianças, idosos, gestantes e famílias trabalhadoras que a partir desta noite passaram a ter a rua como lar. Na cidade mais rica do país, na beira de uma de suas mais importantes avenidas.

Esperamos que a Prefeitura perceba o equívoco e irresponsabilidade da postura da Secretaria de Habitação neste processo e ofereça imediatamente alternativas reais e dignas para as famílias da Estaiadinha.

Seguiremos lutando até a vitória!

A Luta é pra valer!!

COORDENAÇÃO ESTADUAL DO MTST

Anúncios

, , , , , , , ,

  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: