Cerca de 100 famílias são despejadas do loteamento Santa Mônica (AC)

Por www.oriobranco.net

A prefeitura precisa arrumar um local para esse povo morar

A prefeitura precisa arrumar um local para esse povo morar

A maior preocupação é porque a prefeitura não está apresentando nenhum documento que autorize essa reintegração de posse

A ação de despejo aconteceu na manhã de ontem, 14, quando aproximadamente 100 famílias que invadiram o loteamento particular, localizado na parte alta da capital, foram despejadas após denúncia do dono da propriedade. Uma equipe da prefeitura e da assistência social participou do despejo.

O marceneiro Luiz Cunha, afirmou durante entrevista, que estava negociando o terreno e que depois do acordo, foi informado que as terras pertenciam à prefeitura. “Hoje, não tenho para onde ir com os meus filhos, estava tentando comprar esse terreno a um bom tempo e de uma hora para outra fui informado que as terras eram da prefeitura. Muitas dessas pessoas não têm para onde ir. A maior preocupação é porque a prefeitura não está apresentando nenhum documento que autorize essa reintegração de posse,” finalizou.

Outro caso é o da dona de casa, Sebastiana Silva, que chegou a pagar duas parcelas no valor de 70 reais para um homem que se apresentou como dono da propriedade. “Eu estou me sentindo prejudicada e enganada, vou ter que voltar para a casa do meu filho, e não vou nem ter direito do meu dinheiro de volta. A prefeitura precisa arrumar um local para esse povo morar. Todo mundo que está morando aqui, hoje, não é por opção e sim por necessidade,” comentou a senhora Sebastiana Silva.

O diretor do Departamento Municipal de Habitação Hilton César, falou sobre a situação real da área que foi invadida. “Todo esse terreno é composto de áreas públicas, área de preservação ambiental e particular. Estamos fazendo o controle dessa área para que não haja uma desordem humanística essa é a obrigação da prefeitura, a lei determina isso. A lei garante ao fiscal o poder de coibir qualquer tipo de invasão tanto de áreas públicas como privadas. Essas pessoas precisam sair desse local hoje, o município não vai permitir que haja essa invasão,” finalizou o diretor.

Anúncios

, , ,

  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: