Restinga, Vila Autódromo, Metrô e Aldeia Maracanã: Ocupação Quilombo das Guerreiras será a próxima? (RJ)

Por Pela Moradia

A Ocupação Quilombo das Guerreiras, que há mais de 6 anos é construída coletivamente pelas cerca de 50 famílias na Av. Francisco Bicalho na Zona Portuária do Rio de Janeiro, está na mira das obras da cidade. Da mesma maneira que aconteceu nas comunidades da Restinga, Vila Autódromo, Metrô e que se passa atualmente na Aldeia Maracanã, os sinais de alerta anunciam o grande risco de despejo.

Obras ao redor da Ocupação Quilombo das Guerreiras (RJ)

As obras da maior operação urbana público-privada do país, o chamado “Porto Maravilha”, vem avançando há meses sobre a ocupação, como mostra o infográfico ao lado (clique para aumentar). Mas para além das obras que já circundam a ocupação, há pouco mais de um mês outra notícia estremeceu as famílias e apoiadores/as mais próximos: a construção das “Trump Towers Rio de Janeiro”.

O empreendimento traz a marca de uma das maiores organizações de exploração imobiliária do mundo, as Organizações Trump, associada às empresas MRP Internacional (Bulgária) e Even Construtora e Incorporadora (Brasil). Formada por 5 torres que podem atingir até 50 andares cada, a construção tem uma expectativa de valor de mercado de até 6 bilhões de reais. O terreno está em negociação para compra pela Prefeitura do Rio, enquanto boa parte do financiamento será realizado através da Caixa Econômica Federal. O início das obras está prometido para o segundo semestre deste ano. E seu endereço é exatamente o da Ocupação Quilombo das Guerreiras (Av. Francisco Bicalho, 49).

A situação se torna ainda mais complicada pela falta de alternativas existentes às famílias. Parte de suas esperanças está voltada ao Projeto Quilombo da Gamboa, projeto de reassentamento a ser construído para mais de 140 famílias na própria região portuária. Este projeto, porém, luta há mais de 2 anos contra a burocracia estatal para começar a sair do papel. Sem nenhum tijolo no lugar destinado às novas unidades, as incertezas rondam e apavoram cada morador/a.

Por isso é fundamental agora estreitar os laços e aumentar as manifestações de solidariedade à Ocupação Quilombo das Guerreiras. Todo apoio é muito importante!

Quilombo é ocupação! Quilombo é o caldeirão!
Se morar é um direito, ocupar é um dever!

Anúncios

, , , , , , , , ,

  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: