(Vídeo e Fotos) II Encontro de Ocupações reuniu mais de 1500 sem-tetos em São Paulo (SP)

(Divulgação | Original em MTST)

Mais de 1500 trabalhadores sem-teto estiveram no II Encontro de Acampamentos do MTST de São Paulo. A atividade no último domingo (21/10) permitiu ao mesmo tempo a confraternização e demonstração de força social do MTST.

Na Mesa de abertura do Encontro estiveram alguns dos principais aliados do Movimento: o Senador Eduardo Suplicy, os Deputados Ivan Valente e Adriano Diogo, a Intersindical, o Sinsprev/SP, o Bloco de Resistência Socialista, a Oposição da Apeoesp, o PSOL, o Fórum Popular da Saúde e movimentos como MMRC/SP, Terra Livre e Movimento Popular de Moradia do Paraná, os dois últimos a RESISTÊNCIA URBANA.

Na parte da tarde, o MTST fez a experiência de uma nova forma de negociação com o Estado. Ao invés do diálogo com uma comissão de representantes, lavamos os negociadores do Governo para responder as questões de acampados de 9 ocupaçõesdo MTST no Estado. Estiveram presentes o Secretário Adjunto de Habitação de São Paulo Marcos Penido, o Assessor da Presidência da CDHU Antonio Lajarin e a Consultora da Presidência da Caixa Econômica Federal, Evaniza Rodrigues.

Ao final, entregamos uma pauta com as reivindicações imediatas do MTST para as duas esferas de Governo presentes, que segue a baixo.

O Encontro também foi marcado por muito simbolismo, com poemas, músicas e um novo video do Movimento. O encerramento se deu com muito forró na Quadra dos Bancários, que entrou a noite.

O Encontro foi uma grande vitória e demonstração de força dos trabalhadores sem-teto!

MTST, A LUTA É PRA VALER!

 Confira fotos clicando aqui!

 Segue a PAUTA DE REIVINDICAÇÕES apresentada aos Governos no Encontro:

PAUTA DE REIVINDICAÇÕES DO MTST AO GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO (SH / CDHU):

– Construção de um acompanhamento jurídico efetivo e comprometido para as ações de desapropriação em Taboão da Serra (Pq. Laguna) e Itapecerica da Serra (Jd. Trapé e Crispim), tendo como objetivo a obtenção urgente da imissão na posse destas áreas.

– Reajuste do Auxílio Moradia pago no atendimento às famílias do MTST para R$400, tal como já é pago pela própria CDHU em inúmeros convênios, p.ex. Santo André e Serra do Mar.

– Conclusão dos projetos de construção habitacional do Pq. Laguna, Vila Calu, Jd. Trapé e Crispim até dezembro de 2012 e encaminhamento subsequente para a CEF, via parceria MCMV-entidades.

– Apresentação urgente do Projeto de desdobro da área denominada Embu L (Roque Valente) para que se possa encaminhar via Câmara de Embu a retirada de 1/3 da área de APA, convertendo essa parte em ZEIS.

– Viabilização imediata dos novos convênios de auxílio moradia negociados em Embu e Santo André, em quantidade suficiente para atendimento das famílias que ficariam desabrigadas em caso de despejo, bem como do convênio já comprometido há 6 meses de 66 auxílios.

– Reajuste no valor máximo da carta de crédito, podendo chegar a R$150 mil e liberação de um novo lote de cartas para atendimento da demanda do MTST.

PAUTA DE REIVINDICAÇÕES DO MTST AO GOVERNO FEDERAL (CEF / MINISTÉRIO DAS CIDADES):

– Revisão do procedimento interno da CEF na análise de projetos de HIS  apresentados por entidades, no sentido de adequar as exigências documentais e os prazos de análise às condições das entidades e levando em conta a urgência dos projetos.

– Revisão da normativa que estabelece o número máximo de unidades habitacionais a serem construídas por cada entidade habilitada, ampliando consideravelmente o número.

– Assinatura imediata da normativa que define o reajuste do valor por unidade habitacional pago pelo FDS a empreendimentos do MCMV-entidades.

– Assinatura imediata do acordo com a Casa Paulista que prevê a concessão de cartas de crédito, com considerável subsídio e com fundo garantidor, eliminando ainda a brutal diferença de valores disponibilizados para imóveis novos e usados.

– Assinatura imediata do Termo de Compromisso da CEF com o MTST, nos moldes do firmado pelo MTST com a SH-SP, visando formalizar os compromissos de atendimento da demanda do Movimento.

– Envolvimento mais efetivo das SRs da CEF na busca e indicação de terrenos ao Movimento para viabilização de novos projetos via MCMV-entidades.

Anúncios

, , , , , , , ,

  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: