(Fotos) Sarau da Ocupa: uma cidade inclusiva e digna pra se viver é possível com muita luta, cultura, livros e poesia! 5/9 – 19:30 (SP)

(Divulgação | Original em Projeto Ocupação Cultural)

Venha se aquecer no calor humano do Sarau da Ocupa, no centro nervoso de São Paulo. O povo tem um encontro marcado na quarta-feira, dia 5 de setembro, a partir das 19h30, na Avenida São João, nº 588 (próximo a Galeria Olido), pra celebrar mais uma vez a sabedoria popular no melhor estilo ritmo e poesia que já se ouviu na praça.

Nesta noite, o Sarau vai acolher quem acedita que uma cidade inclusiva e digna pra se viver é possível e ela se constrói também com muita luta, cultura, livros e poesia.

O Sarau também vai arrecadar alimentos pras famílias sem teto. Então, traga 1kg de alimento não perecível pra doação. E não fique de fora!

Não esqueça a sua letra, poesia, rima ou ideia. Se preferir escolha ou faça na hora, sem deixar o ritmo e a poesia caírem. Em noite de Sarau, um banquete de livros é servido e fica sempre a disposição. Pode somar porque é tudo gente da gente, é tudo gente como a gente!

Pra você que perdeuassista, agora na interneto SP Cultura, quadro apresentado por Alessandro Buzo, no SPTV 1ª Edição, sobre o Sarau da Ocupa.

Confira quem passou pelo último Sarau da Ocupa na noite em que o escritor Sacolinha  chegou pro lançamento do seu mais novo livro Manteiga de Cacau.

 abriu os caminhos pra poesia no Sarau

O escritor Sacolinha lançou seu mais novo livro Manteiga de Cacau

Livros do escritor Sacolinha disponíveis no Sarau

Welton de Sousa disparou poema pela primeira vez no Sarau

Ana Fonseca do Coletivo Perifatividade

Calor humano pela presença no Sarau

A pequena Sandrinha dispara o poema Negro Elo

Paulo Rams do Coletivo Perifatividade

Martinho da Bahia trouxe o axé do Sarau da Brasa & Elo da Corrente

Rafael Marques dispara seu poema no Sarau

Calor humano pela presença no Sarau

Débora disparou poema no Sarau

Marcelo dispara seu poema escrito no calor do Sarau

Akins Kintê espalha sua poesia no Sarau

O escritor Sacolinha apresenta um dos contos presente no livro Manteiga de Cacau

Calor humano pela presença no Sarau

Júlio César disparou seu poema ao vento no Sarau

Jaqueline sempre presente no Sarau

O pequeno Ção veio de tão longe pra ler seu poema no Sarau. Foi aplaudito pela gente grande que tava presente

Du Bod apresenta sua rima no Sarau

Raydalia disparou poema pela primeira vez no Sarau

Laureati do Sarau da Cesta

Violeiro Paulista apresenta cantoria por justiça social

Samara do Sarau O Que Dizem os Umbigos, 3 anos!

Daniel Marques evocou Solono Trindade pro Sarau

Rafael trouxe sua poesia pra assentar no Quilombo

O escritor Sacolinha dispara também poema  no Sarau

A família presente: Sacolinha, Alanda (no colo) e Landy Freitas

Sarau também é das crianças: brincar com livro é bom!

Sandrinha exibe o exemplar de Manteiga de Cacau do escritor Sacolinha

Afinal, a cultura é nossa!

Anúncios

, , , , , , ,

  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: